domingo, 16 de outubro de 2016

Dia dos professores Lado A e Lado B

Dia dos professores - Lado A e lado B.

Ano que vem contarei 30 anos desde quando entrei numa sala de aula, para ensinar redação, num pré-vestibular que o Sergio Vieira organizava. Eu não sabia o que estava fazendo. Mas ele, o Sergio, meu professor então, que depois se tornaria meu compadre, na época, sabia mais de mim.

Hoje, vendo os posts todos do facebook, entrei numa de fazer balanço. Sinal dos tempos, de quem quer começar a descer a ladeira em paz.
Pois bem. Desde então, aquele não saber o que estava fazendo se tornou escolha profissional consciente, determinada, que me levou a jogar pela janela 13 anos de um emprego "garantido e seguro no Banco do Brasil", e dar o rumo que me trouxe aqui onde hoje estou.

Queria contar essa história com 2 canções. Elas falam de artistas, mas, se repararem bem nas letras, qualquer professor pode se sentir nesses lugares.

LADO A:
Parceiros (Francis Hime e Milton Nascimento)

Com essa homenageio todos os meus. São aqueles que não ouso mais nomear num post rápido como este. Mas que se eu tivesse tempo de rastrear meu coração com calma começaria uma lista enorme aqui agora mesmo. Tenho certeza de que se você se souber e se sentir nestes versos, será um deles:

"Falando de amor e outras rimas
Contamos com a força de muitos
Colocando voz nesses olhos
Que chegam pra nos encantar
E as vozes se tornaram tantas
Que não há mais palco ou plateia
A gente que canta conosco
É o PRESENTE que deus nos legou."

LADO B:
Febril (Gilberto Gil)

Essa não posso oferecer nem compartilhar. É coisa de intimidade, lado B mesmo. Mas também creio que muitos entenderão do que estou falando:

"Como se o salão repleto fosse um deserto
E eu fosse mil
Mil troncos de árvores velhas
Árvores velhas de pau-brasil

Tanta gente, e estava tudo vazio
Tanta gente, e o meu cantar tão sozinho
Todo mundo, mundo meu
Meu inferno, meu céu
Meu vizinho"

Seguem os links:

https://youtu.be/GVqxQroImPE

https://youtu.be/f6yTyNC9H-M

Nenhum comentário: